sábado, 28 de março de 2009

TRABALHANDO POEMA - 3° ANO

RARIDADE José Paulo Paes

A ARARAÉ UMA AVE RARA

POIS O HOMEM NÃO PÁRA

DE IR AO MATO CAÇÁ-LA

PARA A PÔR NA SALA

EM CIMA DE UM POLEIRO

ONDE ELA FICA O DIA INTEIRO

FAZENDO ESCARCÉU

PORQUE JÁ NÃO PODEVOAR PELO CÉU.

E SE O HOMEM NÃO PÁRADE CAÇAR ARARA,

HOJE UMA AVE RARA,

OU A ARARA SOME

OU ENTÃO MUDA SEU NOME

PARA ARRARA.

ATIVIDADES DE LEITURA E INTERPRETAÇÃO

RARIDADE – JOSÉ PAULO PAES

1. Comentário geralJosé Paulo Paes brinca com as palavras "raro", "arara", "raridade", além de criar homofonias1 entre "arara" e "a rara". Os efeitos de sentido começam pelo título, que tanto faz referência à arara, quanto ao fato dela estar ameaçada de extinção, ou de ser raro encontrar alguma se o homem continuar matando-a.2. Objetivo da atividade (+/- 30’)minutos.

�� Levar os alunos a perceberem o jogo homofônico entre as palavras do poema.3. Material�� Copia em xerox para cada aluno;

�� Um "saquinho" para cada aluno com os versos embaralhados, incluindo o título;�� Diário poético;

�� Tesoura e cola;4. Procedimento do professor1º momento:

�� Distribuir os "saquinhos" e pedir para montarem o poema e colar;

�� Ler o poema várias vezes;

�� Explorar com os alunos os sentidos e as homofonias produzidas no poema.5. Procedimento do aluno:

�� Montar o poema e cola-lo;

�� Discutir coletivamente o poema

Nenhum comentário:

Postar um comentário